Como a sustentabilidade ajuda na transformação digital

19/04/2021 | Artigo


Conteúdo produzido em parceria com o Meio.

Com muitas empresas avançando suas iniciativas de transformação digital, um importante fator desse processo não pode ser deixado de lado: a sustentabilidade. Do lado do consumidor, recente levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que quase 38% dos brasileiros se preocupam em saber se um item foi produzido de forma ambientalmente correta. E do lado dos negócios, pesquisa feita com a Universidade de Oxford descobriu que empresas que investem em sustentabilidade apresentaram uma melhor resiliência e desempenho operacional durante a pandemia, no primeiro trimestre de 2020. Inteligência artificial (IA), big data, são algumas das tecnologias que possibilitam conectar esses dois pontos. Ou seja, gerar soluções mais sustentáveis ao mesmo tempo que cria um negócio de durabilidade. 

Essa solução porém ainda não é clara. Muitas grandes organizações estão superestimando sua maturidade de IA responsável. Uma nova pesquisa global descobriu que 55% de todos os entrevistados supervalorizaram a maturidade de seu programa de inteligência artificial responsável (RAI) — estruturas, processos e ferramentas que ajudam as organizações a garantir que seus sistemas de IA funcionem a serviço do bem-estar enquanto transformam os negócios. Deixaram de lado, por exemplo, aspectos como justiça e equidade e mitigação de impacto social e ambiental. 

Para uma transformação digital de impacto, é necessário que as estratégias e prioridades de sustentabilidade sejam integradas em sete dimensões, segundo um manual do Fórum Econômico Mundial.

Um passo é adotar produto como serviço no modelo de negócios. Ou seja, combinar dados de produtos e usuários para melhorar a utilização de ativos e recursos da própria empresa. A tecnologia também é uma forte aliada para a transformação da logística. A AB InBev, por exemplo, tem usado blockchain para monitorar o caminho dos ingredientes pela sua cadeia, garantindo que os padrões ambientais sejam mantidos e aprimorando, quando necessário, o uso dos recursos naturais.

A integração dessas tecnologias ao negócio ajuda a trazer valor ao consumidor de hoje. Para especialistas, a busca pela transparência e autenticidade são algumas das tendências de comportamento dos clientes que devem acelerar este ano. E a coleta e a divulgação de dados de todo o processo produtivo ajuda a se conectar com esse consumidor. Mas esse processo exige consistência e uma nova construção de imagem. Não é à toa que o marketing tem um papel essencial. A Amazon, por exemplo, criou a iniciativa Climate Pledge Friendly como forma de ouvir as demandas dos consumidores e criar uma campanha direcionada para aqueles que procuram produtos sustentáveis. 

A divulgação desse novo valor do negócio não pode ser só externa. A transformação da empresa também exige adaptar suas estruturas internas para também engajar os colaboradores nessa pauta. Isso não só funciona como forma de atrair talentos, mas também soma pontos do outro lado, na comunicação com o consumidor.