Maturidade Digital

Os consumidores estão altamente conectados e o uso da internet é rotina para quase 70% da população brasileira. No entanto, o cenário de maturidade do marketing digital nas empresas não vem acompanhando todo esse crescimento.

Apesar de muitas organizações adotarem o discurso digital, grande parte delas ainda não explora o potencial de uso de dados e análises em marketing para a transformação da jornada dos clientes, a personalização de ofertas e sua ativação. Segundo um estudo da Boston Consulting Group em parceria com o Google, a maioria das empresas brasileiras (61%) ainda se encontra nos estágios iniciais de maturidade, denominados como “Nascente” ou “Emergente”.

Vale ressaltar que, mesmo com uma grande disparidade entre as organizações, de maneira geral o nível de maturidade do mercado brasileiro está aquém do observado em mercados mais experientes onde metade das empresas avaliadas já alcançaram níveis mais elevados de maturidade denominados no estudo como “Conectado” ou “Multimomento”.

Esses dados podem ser reflexo da falta de um olhar para a inovação, da carência de rotina em análise de dados, da baixa implementação em automação de processos ou da incipiente mensuração de impacto. Além disso, a principal barreira para alcançar a maturidade digital pode ser a existência de uma gama de prioridades concorrentes que tiram o foco deste importante processo.

É preciso tornar o digital o protagonista da sua estratégia de negócio

Num processo de transformação, atrair e reter talentos especializados, definir um modelo de financiamento, estimular experimentos digitais de curta duração (de 8 a 10 semanas) e cultivar uma cultura e estrutura organizacional são etapas fundamentais para atingir um elevado nível de maturidade digital. Esses processos devem permear todas as áreas de uma organização e, entre elas, o setor de marketing. É preciso experimentar, em diferentes graus, métodos ágeis de trabalho e promover a cultura e exercício de testes e aprendizado contínuo junto a diversos outros times da organização.

A Cadastra já iniciou este processo há alguns anos. Com mais de 19 anos de mercado, passamos de agência pioneira em SEO e gestão de campanhas de Links Patrocinados para uma empresa de comunicação, dados e tecnologia que contempla serviços de agência, consultoria e implementação de tecnologias. Nós nos adaptamos às novas tendências, inovações e necessidades do mercado.

O aprendizado adquirido ao longo de duas décadas nos permitiu desenvolver uma Escala de Maturidade em Performance das Empresas. Com base nessa escala, fica mais fácil entender em que estágio de Maturidade Digital uma empresa está posicionada analisando características como estratégia e operação de marketing digital, tamanho do time, integração do marketing com outras áreas, entre outras características.

É importante ter em mente que, com exceção das nativas digitais, nenhuma empresa se torna digital da noite para o dia. No digital, as formas de trabalhar são diferentes daquelas praticadas por organizações tradicionais – o que faz com que a transição do antigo para o novo não seja óbvia e leve tempo. As organizações de marketing que desejam fazer essa mudança percorrerão uma longa jornada e esta transição requer apoio ativo e visível da alta gestão.

Também é necessário o envolvimento e a cooperação de parceiros internos e externos. O departamento de RH precisa ajudar a conceber novas trajetórias profissionais e programas de incentivos, além da atração e retenção de talentos alinhados ao novo mindset. Os departamentos jurídico e financeiro precisam adequar novas formas de avaliar e aprovar campanhas. É provável que a empresa precise contratar parceiros externos e seus conhecimentos para preencher lacunas de capacitação interna.

Atingir a maturidade digital é um processo complexo, que depende de colaboração multidisciplinar e de parceiros aptos, com conhecimento especializado e técnico, para gerar resultados. Conte com a gente neste desafio!

Entre em contato e confira como podemos transformar o seu negócio!

CEO

Thiago Bacchin

Fundador e CEO da Cadastra, é pioneiro em Search Marketing e Performance desde 1999.

CSO

Tomás Trojan

Lidera times e projetos de Performance para marcas globais como Vivo, Samsung e Salesforce desde 2005.